Minha nobre família goiana,

Começou o Campeonato Brasileiro  e podemos considerar positivos os resultados obtidos pelos goianos, à exceção do Goiás, único dos três derrotado nessa primeira rodada.

Interessante é que os três clubes mais badalados da temporada para a Série B, no que diz respeito às chances de acesso e a poderio financeiro, não começaram bem.

O Goiás, com uma defesa insegura e um ataque pouco inspirado, perdeu para o CSA de Alagoas por 2 a 1, deixando clara a necessidade de mais alguns atletas para a formação de uma equipe mais competitiva.

Coritiba e Ponte Preta foram os outros, considerados favoritos, que também perderam. Por coincidência, ambos jogando sem público, punidos por mau comportamento de seus torcedores. Pior para a Ponte, que, atuando em casa, foi derrotada pelo Paysandu; enquanto que o Coritiba foi vencido pelo Sampaio Corrêa, em São Luís.

Atlético, na sexta-feira contra o Criciúma, conquistou uma vitória animadora, justamente pela dúvida que tomava conta da torcida rubro-negra: a limitação do elenco. O placar de 3 a 2, com o atacante Tito anotando duas vezes, mostrou que a falta de craques foi superada pela vontade dos atletas.

Já o Vila sofreu para ganhar do Avaí por 1 a 0, com um gol marcado no final do jogo, agradando os poucos mais de três mil torcedores presentes no Serra Dourada. Por falar em público, a rodada inicial foi decepcionante. O maior, no jogo entre Fortaleza x Guarani, não passou de 11 mil torcedores. O menor foi o do Atlético, que levou apenas 800 torcedores ao Olímpico. É pouco perto da relevância do campeonato e, olhando para o nosso futebol, da competitividade interna que se instaura entre os times goianos, que voltam a disputar a mesma divisão depois de dois anos.

Outro dado interessante marcou essa primeira rodada do campeonato Brasileiro, que teve 23 gols marcadores e apenas um visitante como vencedor, o Paysandu, diante da Ponte Preta, em Campinas. 

É apenas o começo de uma maratona de 38 jogos. Não há razões para comemorações exageradas por parte de quem venceu, nem tampouco desespero por parte de quem perdeu. A hora é de se avaliar o potencial de evolução de cada equipe. E, nesse sentido, minha expectativa é boa em relação aos goianos.

logo-sagres

Rua Monsenhor Celso, Quadra Área, Lote 2, s/n - Vila Santa, Aparecida de Goiânia - GO, 74912-590
Telefone: (62) 3216.0730

© Copyright 2006-2018 Sistema Sagres Cerrado de Comunicação