ana x aaaDomingo de clássico no Estádio Jonas Duarte e a Anapolina se deu melhor em cima do rival Anápolis no duelo válido pela quarta rodada do Campeonato Goiano. O Galo da Comarca controlou a partida, perdeu pênalti e viu a rubra aproveitar uma das poucas oportunidades que teve durante os 90 minutos. Com a vitória, a Anapolina chega a segunda colocação do Grupo A. Em situação oposta, o Anápolis amarga a última posição do Grupo B.

 

Classificação

Grupo A
2º Anapolina – 7 pontos

Grupo B
5º Anápolis1 ponto

Primeiro Tempo

Primeira etapa de pressão do Anápolis no Estádio Jonas Duarte. O Galo da Comarca não deixou a Rubra jogar e criou várias oportunidades para abrir o placar. Logo aos cinco minutos, em cruzamento de Laionel, Rodrigo Calaça teve que trabalhar para evitar o gol de Pedro Henrique. Ainda no primeiro tempo, o atacante Gleison não foi feliz e perdeu duas boas chances de balançar as redes da Anapolina.

Segundo Tempo

Se quem não faz, leva, a Xata levou a sério o ditado. Após um começo morno, Victor Xavier entrou no segundo tempo e, aos 28 minutos, marcou aquele que seria o gol da vitória da Rubra no clássico. O Anápolis ainda teve a oportunidade de empatar a partida aos 45 minutos em cobrança de pênalti, mas Laionel mandou a bola no travessão e sacramentou a derrota do Galo da Comarca.

Próximos Jogos

Atlético x Anápolis– 31/01 (quarta-feira)
Estádio Olímpico – 19h30

Anapolina x Aparecidense – 31/01 (quarta-feira)
Estádio Jonas Duarte – 20h300

Ficha Técnica

Jogo: Anápolis x Anapolina
Local: Estádio Jonas Duarte (Anápolis)
Data: 28/01/2018
Horário: 17h00

Arbitragem

Árbitro: Bruno Rezende
Assistente 1: Leone Carvalho
Assistente 2: Hugo Corrêa
4º Árbitro: Uider Ferreira

Gol: Victor Xavier 28’2T (AAA) 

Anápolis: Samuel; Neilson (João de Deus), Robson, Victor Carvalho e Paulo Victor; Leandro Bulhões, Everton Luiz, Eurico (Netinho) e Laionel; Gleisson (Daisson) e Pedro Henrique. Téc.: Karmino Colombini.

Anapolina: Rodrigo Calaça; Diogo Rangel (Gilberto), Jonas, Garutti e Marquinhos; Bruno Henrique, Milton Júnior e Esquerdinda; Guilherme (Vitor Xavier), Robson (Carlos Henrique) e Jacó. Téc.: Vilson Taddei.