1516999268773530Vila Nova e Goiás ainda têm um adversário pela frente antes de se encontrarem no próximo sábado (3), mas o clássico já é assunto no começo desta semana. Após a decisão do Ministério Público no ano passado de que os jogos entre as duas equipes deveriam ser com torcida única, o primeiro clássico, realizado na segunda rodada, contou apenas com esmeraldinos no Estádio Olímpico, já que o Goiás era o mandante. Agora com mando de campo invertido, o presidente do Vila Nova, Ecival Martins, revela que o desejo é por um clássico com a presença de torcedores dos dois times.

“Eu penso que futebol tem que ser duas torcidas (...) eu já entrei em contato com o Marcelo Almeida (presidente do Goiás) para dizer que eu estava aberto para acabar com essa situação de torcida única. Agora, não depende só do Vila Nova. A decisão veio do Ministério Público, vamos ver se haverá tempo para a mudança. Se houver, eu sou totalmente a favor. Se depender de mim, será com as duas torcidas porque se continuar assim será uma derrota para  violência”, afirma Ecival.

Por outro lado, a Polícia Militar é contrária a esta posição. De acordo com o Tenente-coronel Ricardo Rocha, um dos responsáveis pelo Batalhão de Eventos do estado, é muito pouco provável que a decisão do Ministério Público de que haja apenas a torcida do clube mandante no estádio, seja mudada.

“Eu acho muito difícil essa situação de duas torcidas. Até porque no último clássico do ano passado houve um acordo entre as duas equipes em uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público, isso foi definido pelo Judiciário tanto em primeiro grau quanto em segundo grau, então eu acho muito difícil que esta decisão seja modificada. Até a última vez que conversei com o pessoal, o Ministério Público permanecia contra a hipótese das duas torcidas e eu acho muito improvável o comando da Polícia Militar mudar esta posição de torcida única que foi adotada no ano passado. Dificilmente isso vai ocorrer”, explica.

Além disso, o clássico deverá ser transferido para o Estádio Olímpico. Administrador do Serra Dourada, Itamir Campos garantiu que o estádio estará liberado e apto para receber a partida. Contudo, após visita ao Serra, Ecival Martins acredita que o gramado não estará em perfeitas condições até o dia 3, reiterando a vontade de mandar o jogo diante do Goiás no estádio da Avenida Paranaíba. “A mudança de estádio já está sendo cogitada, embora ainda não tenha sido confirmada oficialmente, mas é provável que ela irá ocorrer”, confirma o Tenente-coronel.

Ricardo Rocha ressalta ainda que para a Polícia é muito mais vantajoso que Vila Nova e Goiás joguem com torcida única, já que o número de profissionais destinados para a cobertura do clássico é menor.

“Neste último clássico tivemos uma situação tranqüila. A Polícia Militar não gasta tanto com torcida única, como gastaria com duas torcidas. Ou seja, podemos usar um número de policiais bem menor, tanto no estádio quanto na rua e, nos últimos dois clássicos entre Vila Nova e Goiás (clássico deste ano pelo Goianão e o último do ano passado pela Série B), nós só observamos “prós”, então é muito difícil alterar essa situação de torcida única para o próximo sábado (27)”, conclui.