denuncia ex preparador fisico do rio verde revela que dirigentes deram suplementos vencidos para os jogadoresJogadores do Rio Verde tiveram que tomar suplementos vencidos. (Foto: Blog do Lindenberg)

O Rio Verde passa por problemas em sua gestão. O agora ex-diretor de futebol Reino Alves deixou o clube na última semana. O técnico Júnior Pezão, que havia sido contratado há apenas sete dias, também pediu demissão. Por atrasos salariais, jogadores fizeram greve e ameaçaram fazer pedido de demissão em massa, algo que impossibilitaria que o Rio Verde continuasse na disputa do Campeonato Goiano 2018.

Nesta segunda-feira (12), o preparador físico do clube em 2017, Fabrício Traczinski, ligou para a redação do PORTAL 730 para denunciar situações que estão acontecendo no Rio Verde. Ao ser informado que a ligação estava sendo gravada, Fabrício detalhou o que estava se passando no clube desde o ano passado. O presidente Wolney Marques negou as denúncias realizadas pelo ex-preparador.

Clique nos players abaixo para ouvir as gravações da conversa por telefone entre Fabrício Traczinski, ex-preparador físico do Rio Verde, e a produção do PORTAL 730.

Falta comida e suplementos vencidos

Na gravação da conversa telefônica, o ex-preparador físico do Rio Verde confirmou o que foi dito pelo ex-diretor de futebol do clube, Reino Alves: “não tem comida para os jogadores”.

Ano novo, problemas velhos

Fabrício denunciou que os problemas de pagamento no Rio Verde estão ocorrendo desde o ano passado. Até hoje o clube não pagou os profissionais que prestaram serviços ainda em 2017.

Acusações

Responsável pela montagem do elenco do Rio Verde, o agora ex-diretor de futebol Reino Alves teve seu nome citado por Fabrício, que o acusou de fazer “falcatruas”.

fabricio traczinski preparador fisicoEx-preparador físico do Rio Verde, Fabrício Traczinski, ligou para a produção do PORTAL 730 para denunciar situações no clube. (Foto: Arquivo pessoal)

Guerra política ou amadorismo?

Desde o ano passado, Reino Alves alega que o clube passa por problemas políticos com a prefeitura. O atual prefeito de Rio Verde é Paulo do Vale (MDB), que segundo o dirigente rompeu relações políticas com o presidente do Rio Verde EC, Wolney Marques.

Apesar da tumultuada relação entre a prefeitura e o clube, Fabrício Traczinski exaltou que o Rio Verde está em uma situação de "amadorismo".

Ações trabalhistas

Fabrício alegou que existem problemas em relação ao pagamento para os profissionais que trabalharam no clube no ano passado. Em ações distintas, todos que prestaram serviços ao Rio Verde estão recorrendo à Justiça para receberem os pagamentos atrasados.

A resposta do presidente do Rio Verde

A reportagem da RÁDIO 730 procurou o presidente Wolney Marques para comentar as denúncias. Ele negou a falta de comida para os jogadores e ainda disse que não haverá despejo em hotel da cidade. Clique aqui para ouvir o que foi dito pelo dirigente.

> Veja a tabela completa do Goianão 2018