guerreiroNesta sexta-feira (08) a FIFA anunciou que o atacante Paolo Guerrero será punido e ficará um ano sem entrar em campo. O jogador foi afastado dos gramados no dia 3 de novembro de 2017, com isso, ficará até novembro de 2018 sem jogar. Guerrero foi pego no exame antidoping antes da partida entre a seleção peruana e a Argentina, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, no dia 5 de outubro.

Após exames foi comprovado que havia uma pequena quantidade de metabólito de cocaína, cerca de 72 nanogramas por mililitros. O jogador pertence ao Flamengo, por conta da situação ficou fora do primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana e não disputará a partida do título, quarta-feira (13), no Maracanã. O rubro-negro ainda não se pronunciou sobre a situação. Além da competição nacional, Guerrero está fora da Copa do Mundo, que seria o primeiro Mundial do jogador.

Confira a nota oficial da FIFA sobre o afastamento de Paolo Guerreiro;

Em 7 de dezembro de 2017, o Comitê Disciplinar da Fifa decidiu, após analisar todas as circunstâncias específicas do caso, suspender o jogador peruano Paolo Guerrero por um ano. O jogador testou positivo para o metabólico da cocaína Benzoilecgonina, uma substância incluída na lista proibida da Wada de 2017 sob a classe "S6. Estimulantes", depois de um teste de controle de doping conduzido após o jogo das eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 na Rússia jogado em Buenos Aires, Argentina, em 5 de outubro de 2017.

Por testar positivo para uma substância proibida, o jogador violou o artigo 6 das Regras Antidoping da Fifa e, também, infringiu o artigo 63 do Código Disciplinar da Fifa.

O período da suspensão começa em 3 de novembro de 2017, a data no qual o jogador foi suspenso provisoriamente pelo presidente do Comitê Disciplinar da Fifa. Em acordo com o artigo 29 das Regras Antidoping da Fifa, a suspensão cobre, entre outras coisas, todos os tipos de jogos, incluindo domésticos, internacionais, asmistosos e jogos oficiais. Os temos da decisão foram devidamente notificados hoje.