Sagres A Caminho da Copa

(Arte: Matheus Carvalho/Portal730)
whatsapp image 2018 01 14 at 16.59.12
Em 2017 o Vila Nova voltou a disputar uma final de Campeonato Goiano após 12 anos. Agora, o time colorado quer levantar a taça do estadual 13 anos depois da última conquista que aconteceu em 2005, contra o rival Goiás, nos pênaltis. O Tigre é o segundo maior vencedor do torneio com 15 títulos, atrás apenas do Goiás que tem 27. Neste ano irá começar sua trajetória em casa, no Estádio Olímpico, quinta-feira (18) às 19h30 diante do Iporá.

Porém, a tarefa do time da vila famosa não é fácil. Com uma boa campanha no Campeonato Brasileiro da Série B no ano passado, o colorado acabou perdendo seus principais jogadores no final da temporada e vem passando por uma grande reformulação em seu elenco nesta pré-temporada. Por conta de seu baixo poder aquisitivo, uma das apostas do Vila Nova para o Goianão 2018 é o talento oriundo das categorias de base.

Opinião da 730: Briga pelo título 

Fala, diretoria!                                                               

dir vila ecival martinsÀ frente do Vila Nova desde outubro de 2016 quando o ex-presidente Gutemberg Veronez deixou o cargo, Ecival Martins foi aclamado em dezembro do ano passado e continuará na presidência do clube no biênio 2018-2019. Um de seus objetivos neste período é justamente o título do Goianão que, segundo ele, pode vir este ano.

“A expectativa do Vila Nova para o campeonato são as melhores. No ano passado nós fizemos um excelente campeonato, chegamos nas finais da competição, mas não tivemos o êxito de sermos campeões. Agora em 2018 nós montamos uma equipe que eu considero ser melhor que a do ano passado e com a capacidade da nossa comissão técnica, tenho certeza que faremos um grande Campeonato Goiano. Nós sabemos da força da camisa do Vila, da tradição e o desejo e por isso vamos trabalhar para conseguirmos o melhor e o melhor é o título”, destacou Ecival Martins.

O papo do técnico

tec vila hemerson mariaSe o poder aquisitivo é baixo em relação aos seus co-irmãos e o time não pode fazer grandes investimentos, a solução é apostar nas categorias de base, algo que o Vila Nova deve fazer em 2018. Treinador do Tigre desde maio do ano passado, Hemersom Maria diz que não irá hesitar na hora de dar oportunidade para os meninos formados no Onésio Brasileiro Alvarenga.

“Eu sou oriundo da categoria de base. Fiquei 17 anos trabalhando nas categorias de base e em 2012 comecei minha carreira como treinador profissional, então eu gosto de dar oportunidades para os meninos da base. Em 2017, no Vila, tivemos o Brunão, o Marcos Paulo, o Mateus Anderson que teve a maior sequência da sua carreira, então eu gosto bastante de trabalhar com os garotos desde que eles tenham qualidade e profissionalismo. Quem subiu para o profissional esse ano não foi indicação, eu que escolhi. Se eles demonstrarem condição, com certeza darei oportunidades”.

Uma das feras

jog vila duduFera ou “ferinha”? Após a saída inesperada do meio Sérgio Mota que era a principal contratação do Vila Nova para a temporada, o meia Dudu deve receber a chance e a responsabilidade de começar o Goianão com a camisa 10 do Tigre. Após se destacar no estadual de 2016, Dudu acabou emprestado para o Grêmio onde ficou até o dezembro do ano passado. Agora, com 20 anos, está preparado para mais essa oportunidade.

“A expectativa é boa. Tenho trabalhado muito pra isso. Ninguém esperava a saída do Sérgio (Mota) assim do nada, mas eu estava trabalhando no time reserva sempre absorvendo o que o Hemerson passava para o time titular e com a saída do Sérgio eu estou bem ciente do que tenho que fazer e da responsabilidade de disputar o Goianão, agora é mostrar dentro de campo”, comenta Dudu.

Confira a tabela completa do Goianão 2018

Elenco

Goleiros: Gabriel, Matheus Kayser, Matheus Pasinato e Léo;
Zagueiros: Diego Giaretta, Brunão, Heitor e Alisson Brand;
Laterais: Léo Rodrigues, Anderson Luis, Gastón Filgueira, Maguinho e Rodrigo;
Volantes: Batata (Baltazar), Lucas Jacaré, Ryan Ramos, Fágner e Geovane;
Meias: Dudu;
Atacantes: Keké, Mateus Anderson, Ramon, Reis, Sandes Neto, Phillippe, Vinícius Leite e João Pedro;
Técnico: Hemerson Maria

 

Obs.: O Vila Nova ainda busca um meia para substituir Sérgio Mota.

Ficha Técnica

Nome: Vila Nova Futebol Clube
Fundação
: 29 de julho de 1943
Presidente: Ecival Martins
Estádios: Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA): 11.788 mil lugares; Estádio Serra Dourada: 50.049 lugares; Estádio Olímpico: 12.055 torcedores.
Melhores Campanhas: 15 títulos (1961, 1962, 1963, 1969, 1973,1977, 1978, 1979, 1980, 1982, 1984, 1993, 1995, 2001 e 2005);
Em 2017: vice-campeonato.