vila

Foto: Divulgação

Vestir a 10 não é prá qualquer um, não só pela história da camisa, mas porque quem a veste, geral mente é o responsável por armar, definir as jogadas de um time de futebol, e o Vila Nova sofreu com a falta de quem conseguisse fazer isso no Campeonato Goiano.

O técnico Hemerson Maria primeiro colocou Dudu, revelado nas categorias de base, mas com atuações ruins, foi substituído na reta final por Reis, que deixou o ataque para ser o tal camisa 10. Também sem convencer na posição e com a eliminação no Estadual, os meias Elias e Juninho foram contratados para a Série B. Vem disputa por ai.

“Todos nós sabemos da qualidade do Elias, já trabalhei com ele, é um excelente atleta, chegou também o Juninho que pode nos ajudar, mas estou bem consciente do que eu posso produzir, creio que vou melhorar ainda e estou à disposição do Hemerson Maria para me colocar onde preferir”, explicou Reis.

Reis minimizou o número da camisa : “Independente da camisa ou da posição, cheguei para deixar meu nome na história do Clube”, completou.

Alan Mineiro

Mesmo com as chegadas de Elias e Juninho, a diretoria do Vila ainda sonha com a volta de alan Mineiro, camisa 10 na Série B do ano passado. O jogador está no Fortaleza, mas é reserva. Fato que teria aumentado a vontade de retornar para o OBA.   

Informações não confirmadas pea diretoria colorada, dão conta de que entre Alan e o Vila está tudo certo. Falta, ainda, a liberação do clube cearense.

logo-sagres

Rua Monsenhor Celso, Quadra Área, Lote 2, s/n - Vila Santa, Aparecida de Goiânia - GO, 74912-590
Telefone: (62) 3216.0730

© Copyright 2006-2018 Sistema Sagres Cerrado de Comunicação