93d61089 78af 4f8e b804 f5631cc6e26a

(Foto: Sagres on)

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e parceiros lançaram nesta terça-feira (20), durante o 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília, o livro “Agricultura Irrigada Sustentável no Brasil: Identificação de Áreas Prioritárias”.

O lançamento ocorrei no estande da Confederação Nacional da Agricultura do Brasil (CNA), entidade apoiadora da publicação.

“Não poderia haver momento mais oportuno para lançar este livro [no Fórum Mundial da Água], já que é a água que vai ser a responsável por toda esta transformação necessária para que sejam produzidos alimentos em quantidade e qualidade para o Brasil”, afirmou o representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic.

O estudo, produzido pela agência da ONU, apresenta um panorama de áreas prioritárias com potencial para o fomento da agricultura irrigada no Brasil por meio do uso adequado e sustentável das águas superficiais e subterrâneas – sem conflitos com os demais usuários –, além de definir metas e formas mais eficazes de utilização da irrigação.

A agricultura é a principal usuária dos recursos hídricos disponíveis, uma média de 70% do consumo mundial.

Segundo o estudo, a irrigação, se bem planejada e executada, possibilita o aumento da produção, da eficiência no uso da água, tanto em quantidade quanto em qualidade e regularidade, e da diversidade de culturas. As boas práticas podem contribuir significativamente no fomento da produção agropecuária e, consequentemente, no próprio PIB do país.

Segundo o coordenador da publicação, José Borguetti, foram identificados 4,5 milhões de hectares em 20 estados e 1.142 municípios que estão aptos para iniciar o fortalecimento e o incremento da produção agroalimentar no Brasil “com o objetivo de contribuir para a segurança alimentar do país”.

“Este estudo é importante para a produção de alimentos, já que até 2050 vamos ter quase 10 bilhões de habitantes no mundo”, comentou o representante da FAO no Brasil.

A cerimônia contou com a presença do presidente da Confederação, João Martins. “Esse livro vai ao encontro do que a CNA ultimamente vem fazendo. Estamos buscando parcerias com diversas instituições que possam proporcionar benefício ao produtor rural”, afirmou.

O presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Maurício Lopes, parabenizou pelo estudo e disse que o Brasil tem uma agricultura gigante, mas ainda muito “dependente dos céus”, dependente de chuva.

“O Brasil irriga relativamente pouco, apesar de ser um país com uma riqueza hídrica extraordinária. Se bem conhecida e bem mapeada, pode dar suporte ao crescimento da agricultura irrigada que o Brasil precisará”, avaliou.

Acesse o livro clicando aqui.

Da ONU News

logo-sagres

Rua Monsenhor Celso, Quadra Área, Lote 2, s/n - Vila Santa, Aparecida de Goiânia - GO, 74912-590
Telefone: (62) 3216.0730

© Copyright 2006-2018 Sistema Sagres Cerrado de Comunicação