Foto: Reprodução/ Internet
almirguineto
O corpo do cantor e compositor Almir Guineto, 70 anos, está sendo velado neste sábado (06) no Rio de Janeiro. O velório vai até às 13h deste domingo (07), na Tijuca, na quadra da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, sua escola do coração.

O sambista esteve internado por dois meses no Hospital Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, no Fundão, para se tratar de uma pneumonia e problemas renais crônicos, agravados por complicações decorrentes de diabetes. Ele morreu na tarde desta sexta-feira (05) e seu enterro será neste domingo às 15h, no cemitério de Inhaúma, também na zona norte.

O sambista foi nascido e criado no morro do Salgueiro, na Tijuca, teve contato direto com o samba desde a infância, já que havia vários músicos na família. Seu pai era violonista e integrava o grupo Fina Flor do Samba. A mãe, conhecida como Dona Fia, era costureira e uma das principais figuras de destaque da Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro. Dona Fia chegou a ser homenageada numa composição do filho.

Da Agência Brasil

logo-sagres

Rua Monsenhor Celso, Quadra Área, Lote 2, s/n - Vila Santa, Aparecida de Goiânia - GO, 74912-590
Telefone: (62) 3216.0730

© Copyright 2006-2018 Sistema Sagres Cerrado de Comunicação