dia do trabalhadorDiretor da Central Única dos Trabalhadores, Wesley Franco e o historiador professor José Leonardo Santana (Foto: Sagres On)

É primeiro de maio, pra muitos, dia do trabalho, pra outros dia do trabalhador. Mas o que essa data significa e o que tem mudado na vida do trabalhador e na democracia do Brasil. Nesta data importante para o país, o Manhã Sagres desta terça-feira (1) recebeu o diretor da Central Única dos Trabalhadores, Wesley Franco e também o historiador professor José Leonardo Santana.

De acordo com o historiador professor José Leonardo Santana, o dia do Trabalho é um momento de reflexão no sentido das condições do trabalhador, já que a data é marcada por um trajeto enfrentado desde a Revolução Industrial. “O dia do Trabalho é um momento de reflexão no sentido das condições do trabalhador, no início desse trabalho industrial, os trabalhadores viviam em péssimas condições, altas jornadas e exploração excessiva. Hoje é o momento de retomar as origens desse trabalhador e discutir sobre essas condições.”

A data, que representa um momento de conquistas de direitos, legislações trabalhistas, normas e regras de trabalho, é também uma homenagem à luta dos trabalhadores que reivindicaram por essas condições. Para marcar a data a Central Única dos Trabalhadores (CUT) promove uma programação, que inicia às 14h00 na praça Universitária, que contará com shows, palestras, apresentações culturais, mesas de conversa e fóruns com foco na reforma trabalhista.

O diretor da Central Única dos Trabalhadores, Wesley Franco, explica qual a proposta do evento. “É um momento cultural com discussão sobre a política atual e o desmonte da reforma trabalhista, de uma forma construtiva para o trabalhador”. 

logo-sagres

Rua Monsenhor Celso, Quadra Área, Lote 2, s/n - Vila Santa, Aparecida de Goiânia - GO, 74912-590
Telefone: (62) 3216.0730

© Copyright 2006-2018 Sistema Sagres Cerrado de Comunicação