clorideNo dia 13 de setembro de 1987, um aparelho contendo uma peça radioativa foi achado e aberto por catadores de papel, em Goiânia. A cápsula projetava uma luz brilhante que despertou curiosidade, e muita gente acabou manuseando o material. O acidente foi descoberto duas semanas depois.

A partir de então, casas e ruas foram isoladas, e a cidade foi invadida por especialistas e técnicos em radiação. Mais de mil pessoas foram contaminadas e quatro morreram. 

Nesta quarta-feira (13) será realizada, no Plenário da Câmara Municipal de Goiânia, uma sessão especial em memória do maios acidente radiológico do Brasil: o Césio 137. De acordo com o presidente da Casa, Andrey Azeredo (PMDB), é fundamental agradecer a todos que participaram do percurso.

O parlamentar destaca que é preciso refletir sobre os efeitos do acidente para que prevenir uma situação parecida.

A sessão especial acontece na noite desta quarta-feira. Além da sessão, desde o início da semana uma exposição fotográfica em alusão aos 30 anos do acidente com o Césio 137 está disponível no plenário da Câmara.

Da repórter Jordanna Ágatha

logo-sagres

Rua Monsenhor Celso, Quadra Área, Lote 2, s/n - Vila Santa, Aparecida de Goiânia - GO, 74912-590
Telefone: (62) 3216.0730

© Copyright 2006-2018 Sistema Sagres Cerrado de Comunicação