Sagres A Caminho da Copa

Ranieri de Oliveira (Foto: Portal 730)
promotor2
As novas regras da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), aprovadas pelo Congresso Nacional em julho deste ano, entraram em vigor no sábado (11).

Algumas das mudanças previstas referem-se ao trabalho autônomo, ao intermitente e ao exercício de atividades por gestantes em locais insalubres. Com o objetivo de responder as principais dúvidas da população, o procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho em Goiás (MPT), Thiago Ranieri de Oliveira, esteve nos estúdios da Rádio 730 nesta quinta-feira (16).

Em entrevista concedida ao jornalista Altair Tavares, o procurador citou as mudanças que mais preocupam o Ministério Público do Trabalho.

Ranieri de Oliveira explica ainda como as empresas poderão negociar diretamente com os sindicatos.

Ainda segundo o procurador, uma outra inovação na lei diz respeito à perícia.

A reforma trabalhista foi aprovada pelo senado no dia 12 de julho de 2017 por 50 votos a favor à 26 contrários.