Sagres A Caminho da Copa

Foto: Reprodução/ Internet
congresso1
Uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, divulgada nesta quarta-feira (06) pelo jornal Folha de São Paulo, mostrou que a rejeição da população ao trabalho do Congresso Nacional atingiu o seu maior número na história recente: 60% dos brasileiros consideram ruim ou péssimo o desempenho dos atuais 513 deputados federais e 81 senadores.

A aprovação dos parlamentares caiu para apenas 5%, o que corresponde ao pior número já registrado. A pesquisa foi feita pouco mais de um mês depois que a segunda denúncia criminal contra o presidente Michel Temer (PMDB) foi rejeitada na Câmara.

Além disso, os números variaram dois pontos percentuais em relação à já reprovação recorde do Congresso apontada nos dois últimos levantamentos do Datafolha, em dezembro de 2016 e abril de 2017 –58% de rejeição e 7% de aprovação–, ficando no limite da margem de erro.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, a série de pesquisas do Datafolha sobre o desempenho dos congressistas, iniciada em 1993, permite dizer que a atual legislatura é, na média, a mais mal avaliada de que se tem registro.

O índice de reprovação de 2015 até agora nunca ficou abaixo de 41%. Já a aprovação jamais foi maior do que 12%. Nas seis legislaturas anteriores os resultados também foram em geral negativos, mas nunca com indicadores tão ruins.