Sagres A Caminho da Copa

O deputado federal Tiririca (Foto: Beto Oliveira/Agência Câmara)
tiririca
O deputado federal Tiririca (PR-SP) disse nesta quarta-feira (6) que vai abandonar a carreira política. 

Tiririca, que já vinha comunicando a sua despedida em entrevistas à imprensa, falou oficialmente em seu primeiro e, segundo ele, último discurso na Câmara dos Deputados. 

Com um plenário bastante esvaziado, o parlamentar afirmou que sai "triste", "chateado" e "envergonhado" da política.

“Estou saindo triste pra caramba, muito chateado mesmo, com a nossa política, com o nosso parlamento. Eu, como artista popular que sou, e como político que estou, estou saindo chateado. Não com os meus sete anos na política. Não fiz muita coisa, mas fiz o que sou pago para fazer. Fiz meu trabalho bem feito, saio de cabeça erguida”, afirma.

Ainda durante o discurso, o depitdo federal, que também á ator, humorista e palhaço de circo, disse que teria sofrido preconceito.

“Sofri preconceito. Ontem (05), ao chegar, um colega...colega, não. A gente discutiu ali e tudo, pensei até que ele iria me agredir, e aí depois fui levantar a ficha dele, o cara é mais sujo que pau de galinheiro. Tem mais de cinco processos por desvio de dinheiro público. E aí, vem falar o quê? Por eu ser um cara humilde, um cara do povo, por eu respeitar e conversar com todo mundo. É vergonhoso. Eu ando de cabeça erguida, porque não fiz nada de errado, mas acho que muitos dos senhores não têm essa coragem, andam até disfarçados", discursou.

Por fim, Tiririca afirmou que dos mais de 500 parlamentares da Casa, apenas oito são assíduos, e que está entre eles.

“Vamos olhar para o nosso país, esquecer um pouco as brigas e o ego. Vamos olhar para o nosso povo, aquele que necessita de saúde. Eu tenho certeza que nenhum de vocês passou por isso. A gente sabe que todos nós ganhamos bem para trabalhar, nem todos trabalham. São 513 deputados, só oito mais assíduos. Eu sou um desses oito, palhaço de circo de profissão, nunca brinquei aqui dentro”

Pelas redes sociais, o deputado informou que vai cumprir o mandato até o final de 2018.

Ouça o discurso na íntegra