Fotos: Jackson Rodrigues
ferrov
O prefeito de Goiânia, Iris Rezende, assinou nesta quarta-feira (13) a ordem de serviço de R$ 5.870.000 para dar início aos trabalhos de restauração da Estação Ferroviária, localizada na praça do Trabalhador, no Setor Central. 

O documento também foi subscrito pela presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa, que participou da solenidade ao lado da superintendente do órgão em Goiás, Salma Saddi. 

As obras irão durar pouco mais de um ano e a previsão é de que até o final de 2018, estejam concluídas. “É um dos símbolos da nossa cidade, patrimônio cultural e que tem um valor histórico muito grande. Pois ali, chegavam muitas pessoas a nossa cidade”, destaca o prefeito.

Sobre o entorno da Estação, Iris Rezende ressaltou que em pouco dias serão retomadas as obras do BRT que passam ao lado e em breve também a continuação da avenida Leste Oeste, que irá até o município de Senador Canedo. 

A presidente do Iphan, Kátia Bogéa, disse que há uma preocupação especial com a cidade pelo patrimônio Art Déco e que espera em breve vir a Goiânia entregar a estação completamente restaurada. 

“Esta terra é muito privilegiada pelos monumentos, pelos prédios em Art Déco e precisamos preservá-los. E não é só um dever nosso, do município, estado ou governo federal, é de todos, cabe aos moradores, a sociedade, valorizar este patrimônio, sentir-se parte dele. Por isso, após a restauração, contamos com o apoio para mantê-la em perfeitas condições”, afirma a presidente.

Participaram do ato a primeira dama, Iris Araújo, os secretários de Infraestrutura, Fernando Cozetti, o controlador-geral Juliano Bezerra e a procuradora do município, Ana Vitória Caiado, além do presidente da Agência de Turismo, Eventos e Lazer, Alexandre Magalhães.

Com informações da assessoria de comunicação