José Vitti (Foto: Portal 730)
zevitti1912
O presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Vitti (PSDB), concedeu uma entrevista exclusiva à Rádio 730 nesta terça-feira (19). Em pauta, a reta final dos trabalhos na Assembleia.

A agenda de fim de ano dos deputados estaduais está cheia. Atualmente, cerca de 20 projetos encaminhados pelo governador Marconi Perillo (PSDB) estão em pauta na Casa. Sessões ordinárias para votar as propostas começaram a ser realizadas na segunda-feira (18).

Entre os projetos mais polêmicos em tramitação destacam-se o da Lei Orçamentária Anual (LOA), o que propõe o pagamento de pedágios em rodovias estaduais e a proposta que prevê a reformulação dos serviços extrajudiciais no Estado, com o desmembramento de algumas serventias e a criação de 40 novos cartórios. Este último só vai ser apreciado em plenário no ano que vem.

Segundo José Vitti, o projeto que cria os novos cartórios é complexo e por esse motivo precisa ser analisado com mais tranquilidade.

 

Já o projeto que prevê a autorização da concessão de seis trechos de rodovias estaduais para a iniciativa privada chegou à Casa no dia 03 de outubro e conseguiu passar pela Comissão Mista. Na noite de ontem (18), o projeto dos pedágios recebeu pedidos de vista e a sua votação acabou sendo prejudicada.

Com o objetivo de discutir a proposta, o presidente da Assembleia se encontrou com o presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), Jayme Rincón.  De acordo com José Vitti, o diálogo com Rincón foi proveitoso, mas o projeto ainda deixa algumas questões em aberto.

 

Além disso, Vitti se disse satisfeito com a aprovação, em primeira votação, do projeto que permite descontos na remuneração de deputados faltosos. Segundo o presidente da Assembleia, a presença em plenário é um dever dos deputados.

 

Com relação às eleições de 2018, José Vitti disse que ainda é cedo para apontar caminhos. Todavia, ele afirmou que se candidataria à reeleição caso as eleições fossem realizadas hoje.

 

Acompanhe a entrevista completa: