Sagres A Caminho da Copa

Foto: Agência Brasil
caixa
O presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, anunciou em nota, que deve assinar ainda nesta quarta (17) portaria com os nomes dos indicados para ocupar temporariamente as vagas dos quatro vice-presidentes do banco afastados terça-feira (16) pelo presidente Michel Temer. Os afastados são alvo de investigação por suspeitas de corrupção na instituição. A nomeação tem validade inicial de 30 dias.

Luiz Gustavo Silva Portela, diretor de Banco Corporativo, ocupará o posto de vice-presidente de Corporativo, substituindo Antônio Carlos Ferreira; Valter Gonçalves Nunes, diretor de Fundos de Governo, entra na Vice-Presidência de Fundos de Governo e Loterias no lugar de Deusdina Pereira.

O diretor de Clientes e Canais, Ademir Losekan, será designado para a Vice-Presidência de Clientes, Negócios e Transformação Digital, na vaga de José Henrique Marques da Cruz. Roberto Barros Barreto, responsável pela direção de Serviços de Governo, ocupará a Vice-Presidência de Governo com a saída de Roberto de Sant Anna.

Os oito vice-presidentes não afastados passarão por uma avaliação técnica conforme o estatuto da instituição. O anúncio foi feito pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, hoje (17). O ministro também informou que a decisão sobre a exoneração ou recondução dos vice-presidentes afastados é do Conselho de Administração da empresa.

Investigações

As suspeitas de corrupção na Caixa motivaram investigações do Ministério Público Federal (MPF), do Banco Central (BC) e da Polícia Federal (PF). O MP havia recomendado a Temer a exoneração de todos os 12 vice-presidentes. Inicialmente, o Palácio do Planalto rejeitou a medida. Depois da cobrança de procuradores, decidiu pelo afastamento de quatro vice-presidentes alegando que apenas estes estavam na mira das investigações.

Da Agência Brasil