Sagres A Caminho da Copa

Evandro Magal (Foto: Alego)
emagal
O prefeito de Caldas Novas, Evando Magal (PP), e o vice, Fernando de Oliveira Resende (PPS), reassumiram os cargos, na noite desta quinta-feira (18).

Eles estavam afastados desde o dia anterior, até que uma liminar expedida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE),  permitiu o retorno. Os gestores haviam sido condenados por abuso de poder por meio de veículo de comunicação por pagarem anúncios em um jornal em período pré-eleitoral.

O ministro Luiz Fux, no relatório, determinou a suspensão da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO), até a próxima segunda-feira (22), primeiro dia útil após o recesso forense.

Tão logo os prazos voltem a correr, a Comarca de Caldas Novas será novamente comunicada para o cumprimento da decisão do TRE-GO, a fim de que prefeito e vice voltem a ser afastados. A defesa dos réus terão, então, três dias para recorrer.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa dos políticos informou que o “entendimento jurídico é que o prefeito de Caldas Novas, Evandro Magal, e o vice-prefeito, Fernando Resende, foram, mais uma vez, afastados de forma irregular pelo TRE-GO. O prefeito e o vice-prefeito entendem que, novamente, o Tribunal Superior Eleitoral reguardou o Direito”.