eulercruvinel

Heuler Cruvinel (Foto: Larissa Artiaga/ Portal 730)

O deputado federal Heuler Cruvinel (PSD) concedeu uma entrevista exclusiva à Rádio 730 nesta sexta-feira (02). Em pauta, temas como:  o novo secretariado do governo de Goiás e o futuro do PSD nas eleições deste ano.

Futuro do PSD na base

Considerando as articulações políticas que estão sendo formadas para as eleições, há uma intensa disputa na base ligada ao governador Marconi Perillo (PSDB), principalmente no que diz respeito às vagas da chapa majoritária.

Uma das vagas da chapa será preenchida pelo próprio Perillo, que deve lançar-se candidato ao senado em breve. Vários políticos já manifestaram interesse em ocupar a outra vaga para o senado, dentre eles o ex-secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos e presidente regional do PSD, Vilmar Rocha.

Entretanto, sem estar totalmente fechado com a pré-candidatura do vice-governador José Eliton (PSDB) ao governo, Vilmar  já defendeu, inclusive, uma pré-candidatura alternativa. Ciente da situação, o deputado Heuler Cruvinel disse que o PSD pretende manter o apoio a Eliton, sem deixar Rocha de lado.  

“Eu posso afirmar que os deputados Heuler Cruvinel, Thiago Peixoto e Francisco Jr, estão alinhados com o projeto de Zé Eliton. De forma democrática faremos a escolha do caminho do PSD nas eleições de 2018.  O presidente Vilmar Rocha sempre deu autonomia para todos os membros do partido”, afirma.

Além disso, o deputado disse que o PSD vai bancar a pré-candidatura de Vilmar para o senado e adiantou que o ex-secretário tem buscado a unidade do partido. Sobre o deputado Thiago Peixoto (PSD), Cruvinel foi cauteloso, mas não negou que Peixoto pode ser vice de Eliton.

“Ele tem buscado aumentar as suas bases. Hoje ele tem uma quantidade maior de prefeitos do que quando ele iniciou a legislatura em 2015. Acredito que ele está pronto tanto para buscar a reeleição quanto para ocupar um lugar na chapa majoritária. Com toda a certeza ele tem condições”, analisa.

Novo secretariado

Na quinta-feira (01), o governador Marconi Perillo (PSDB) empossou sete novos secretários. O ato, faz parte de uma reforma administrativa implantada pelo governo estadual, que deve ser estendida até o mês de abril, quando Marconi deixará o cargo para candidatar-se ao senado, abrindo caminho para que o vice, José Eliton, assuma o Executivo estadual.

Dentre os secretários que não fazem mais parte do quadro estão, o próprio líder do PSD, Vilmar Rocha, e a deputada estadual, Lêda Borges, que em entrevista à 730, falou sobre suas expectativas em relação à retomada de seu mandato na Assembleia.

Foram empossados na quinta-feira: Hwaskar Fagundes (Secima), Cleomar Dutra Ferreira (Agehab), Edivaldo Cardoso (Celg Telecom), Jarbas Rodrigues Júnior (Comunicação), João Bosco Bittencourt (Agência Brasil Central) e Benitez Calil (Secretaria Extraordinária da Juventude).

O novo titular da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos  (Secima), Hwaskar Fagundes, foi indicado pelo PSD. De acordo com Cruvinel, a escolha do novo secretário considerou as opiniões de todos os membros do partido.

“É uma indicação do partido, dos deputados Heuler Cruvinel, Francisco jr e Thiago Peixoto, em acordo com o presidente do partido, Vilmar Rocha. Nós indicamos por ter um perfil técnico, qualificado, ele (Hwaskar Fagundes) vem da inciativa privada e nunca ocupou cargos públicos”, explica.

Acompanhe a entrevista completa:

 

logo-sagres

Rua Monsenhor Celso, Quadra Área, Lote 2, s/n - Vila Santa, Aparecida de Goiânia - GO, 74912-590
Telefone: (62) 3216.0730

© Copyright 2006-2018 Sistema Sagres Cerrado de Comunicação