jalles

(Foto: Portal 730)

O presidente da Saneago, Jalles Fontoura, confirmou em entrevista ao programa A Cidade Fala, com Altair Tavares, a venda de 25% das ações da empresa pública para o mercado financeiro. A operação será realização por meio de processo chamado de IPO, que é a Oferta Pública Inicial, em sigla em inglês. A proposta ao mercado está em fase final de formatação.

O governo estima que a empresa tenha valor total de R$ 4 bilhões e a intenção é levantar montante de R$ 1 bilhão, que deve ser utilizado para a realização de investimentos. Um dos pré-requisitos para que a operação seja realizada é a autorização dos acionistas, que foram convocados para deliberarem sobre a permissão de mudança de categoria junto a Comissão de Valores Mobiliários no próximo dia 23.

Atualmente, a Saneago está na categoria “B”, que não permite a negociação de ações ou títulos conversíveis em ações, como debêntures, negociados na bolsa. A estatal goiana também precisa conseguir certificado do Programa de Destaque em Governança de Estatais, concedido pela Bolsa de Valores a empresas públicas que sigam padrões específicos de transparência, controles internos e composição do Conselho de Administração.

Em entrevista à Rádio 730, o presidente da Saneago, Jalles Fontoura, confirmou que o negócio de venda será realizado.

Sem dar detalhes sobre o negócio, o presidente da Saneago aponta para que será usado o total de R$ 1 bilhão que deverá ser recebido em troca de 25% das ações da empresa.

Jalles Fontoura ainda aponta que o foco dos investimentos será a melhora dos serviços de água e esgoto em Goiânia e em Aparecida de Goiânia.

Portanto, a operação de venda de 25% das ações da Saneago à iniciativa privada deverá ser confirmada em reunião dos acionistas da empresa, em que o governo é amplo majoritário, no próximo dia 23.

Do repórter Rubens Salomão