Sagres A Caminho da Copa

Foto: SMS/Divulgação
medicos
O Sindicato dos Médicos no Estado de  Goiás (SIMEGO) encaminhou nesta quarta-feira (31) um ofício à Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS).

De acordo com o sindicato, o motivo é a falta de pagamento em dia dos médicos credenciados. Além disso, os profissionais reclamam ainda dos baixos salários. A presidente do SIMEGO, Pabline Marçal, questiona a SMS sobre os problemas.

“O SIMEGO tem acompanhado o calendário de pagamentos dos médicos credenciados e observamos que os atrasos têm se tornado constantes. Além dos baixos salários, os profissionais passaram a enfrentar mais um problema: o atraso no pagamento. Se deixamos de pagar alguma taxa ou tributo temos que pagar juros e multas. Os médicos também receberão seus proventos com juros e multas?”, indagou.

A reportagem do Portal 730 entrou em contato com a SMS. Por meio de nota, a assessoria de comunicação da Pasta informou que “o pagamento dos médicos credenciados está sendo processado para ser realizado nesta quarta-feira, 31. O atraso ocorreu devido as mudanças no novo modelo de repasses dos recursos financeiros do Ministério da Saúde para os municípios”