Munição encontrada dentro de veículo onde estava o corpo do secretário (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
municoes
A Polícia Civil apresentou nesta quinta-feira (7) esclarecimento a respeito do desaparecimento seguido de morte do secretário de Desenvolvimento Econômico e Social de Goianésia, no Vale do São Patrício, Wilson Portilho.

O secretário estava desaparecido desde a última segunda feira (4) e foi encontrado sem vida na manhã de quarta (6), dentro de um veículo da Prefeitura de Goianésia. Antes de ser encontrado morto, segundo a polícia, Wilson Portilho, foi visto nos arredores da cidade, onde teria comprado água em um supermercado e havia adquirido em um bar munição para um revólver calibre 38.

Devido a estes fatos, o delegado da regional de Goianésia, Marco Antônio Maia, responsável pela investigação descarta a possibilidade do secretário ter sido vítima de homicídio.

O delegado ressalta que chama atenção também, o fato de Wilson Portilho ter comprado munições mais potentes, o que leva a polícia a acreditar que o secretário queria atentar contra a própria vida.

O perito criminal e coordenador regional da Polícia Técnico-Científica da cidade de Ceres, Valdinei da Silva, explica porque a polícia descarta a possibilidade de homicídio.

Do repórter Jerônimo Junio

O delegado da regional de Goianésia, Marco Antônio Maia, e o perito criminal Valdinei da Silva (Foto: Jerônimo Junio)
delegados