Sagres A Caminho da Copa

Foto: Goiás Agora/Divulgação
kassabd
A Polícia Civil encaminhou nota na manhã desta quinta-feira (28) informando que  vai investigar a morte de pai e filha em incêndio no Setor Parque Oeste Industrial, em Goiânia.

O caso aconteceu na manhã desta quarta-feira (27), na casa das vítimas Ana Júlia Monte de Calvares, de 9 anos, e do pai dela, Carlos Alves pereira de Calvares, de 48, na Rua do Ferro.

De acordo com Douglas Pedrosa, titular da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), uma das filhas de Carlos, assim como vizinhos dele, foram ouvidos nesta quarta (27), ainda no local do incêndio, e que mais testemunhas devem ser ouvidas nos próximos dias.

A polícia teve acesso a mensagens que apontam para um quadro depressivo de Carlos, supostamente por conta de recente fim de relacionamento conjugal, mas pondera no sentido de confirmar quaisquer informações conclusivas a respeito da cena das mortes.

O delegado informa que aguarda os laudos de necropsia e do local de morte violenta para só então finalizar o inquérito e se pronunciar a respeito das investigações.

Entenda

De acordo com o Corpo de Bombeiros, por conta do incêndio, a menina teve 70% do corpo queimado e morreu a caminho do hospital. Já o pai, sofreu uma parada cardiorrespiratória, foi socorrido, mas morreu no local.

A criança, ainda segundo a corporação, teve, além das queimaduras, traumatismo cranioencefálico, chegou a ser levada em uma ambulância para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage (Hugol), mas, ainda no caminho à unidade, não resistiu aos ferimentos.

O fogo começou por volta das 11h30 da manhã, no Parque Oeste Industrial, segundo Corpo de Bombeiros, o incêndio foi combatido por volta de meio-dia e há a suspeita de que ele tenha sido criminoso.