Foto: Reprodução/ Internet
comidapresidio
A Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) divulgou uma nota de esclarecimento nesta terça-feira (02) sobre as condições dos presos detidos na Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto, em Aparecida de Goiânia.

Após a rebelião ocorrida na segunda-feira (01), na qual presos de facções rivais entraram em confronto causando a morte de 09 detentos e ferindo outros 14, a secretaria foi questionada sobre a situação do fornecimento de água e de comida no Complexo.

Segundo a Seap, as refeições estão sendo servidas normalmente. Além disso, a secretaria pontuou que a falta de água foi um problema temporário. Confira a nota completa:

"A respeito de questionamentos sobre a ocorrência desta segunda-feira (1º/01) na Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto, em Aparecida de Goiânia, a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) esclarece o que se segue:

- Não há falta de comida no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Todas as refeições estão sendo servidas normalmente;

- Sobre a falta de água, a Seap informa que o problema ocorreu apenas nesta segunda-feira (1º/01), e que imediatamente acionou a Saneago para a solução do problema com a máxima de urgência;

- Que realiza correntemente campanhas para manter a saúde dos detentos em dia. De imediato, a área de saúde vai desenvolver nova campanha com o objetivo de detectar e eliminar possíveis problemas de coceiras;

- A relação oficial de nomes de foragidos será emitida oficialmente nesta terça-feira (2/1), com o funcionamento da Coordenadoria de Cartórios da Seap;

Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap)"