POG (Foto: Jerônimo Junio/ Portal 730)
pogjunim
Uma nova rebelião atingiu o Complexo Prisional, localizado em Aparecida de Goiânia, na manhã desta sexta-feira (05). O motim aconteceu na Penitenciária Odenir Guimarães (POG). Essa é a terceira rebelião que atinge o Complexo só nesta semana. A situação já foi controlada e ninguém se feriu.

A terceira rebelião da semana teve início por volta das 4h30 desta sexta-feira, quando tiros foram ouvidos na região do Complexo. Segundo a Polícia Militar, para controlar a situação, foram enviados para a POG policiais dos batalhões de Choque, Operações Especiais, Grupo de Radiopatrulha Aérea, além da cavalaria da corporação. Além disso, equipes do Corpo de Bombeiros Militar também estão a postos, acompanhando a movimentação no presídio.

Na segunda-feira (01), nove presos morreram e outros 14 ficaram feridos após uma rebelião na Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto, situada no Complexo. A segunda rebelião aconteceu na quinta-feira (04), também na Colônia. Dessa vez, o serviço de inteligência policial da Secretaria de Segurança Pública (SSP) monitorou a ação dos presos e a tentativa de rebelião foi rapidamente controlada. Não houve mortes nem feridos. Uma fuga foi registrada. A área em volta da unidade foi isolada por policiais.

De acordo com o presidente da Associação dos Servidores do Sistema Prisional de Goiás (Aspego), Jorimar Bastos, as rebeliões foram motivadas por confrontos entre facções criminosas rivais.

Ainda de acordo com Jorimar Bastos, nesse momento de crise, a segurança nos presídios está sendo redobrada.

Além disso, o assessor de imprensa da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), Tenente-coronel Marcelo Granja, disse que uma arma foi encontrada durante uma vistoria realizada na Penitenciária Odenir Guimarães (POG).

Do repórter Jerônimo Junio