Sagres A Caminho da Copa

Foto: Divulgação / Polícia Civil
operacaopoliciacivil
A Polícia Civil (PCGO), por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (DECON), em ação conjunta com a Polícia Federal (PF), realizou a operação Fiel da Balança, com objetivo de prender donos de postos e técnicos credenciados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), suspeitos de fraudarem bombas de combustíveis.

Foram presas quatro pessoas, um dos investigados ainda se encontra foragido. O chefe da delegacia federal em Anápolis, Antônio Santos, explica como se dava a fraude.

Na ação, foi pedido o afastamento do superintendente do Inmetro Goiás, André Abraão, que de acordo com o delegado da Polícia Federal, estava atrapalhando as investigações.

O titular da DECON, Webert Leonardo, ressalta que um dono de posto na cidade de Inhumas, região metropolitana de Goiânia, foi preso em flagrante por porte ilegal de arma, e ainda com ele, foram apreendidos dispositivos eletrônicos que caracterizam a fraude nas bombas.

Segundo o presidente do Inmetro, Carlos Augusto Azevedo, uma nova superintendente já foi indicada para assumir o órgão interinamente, e que medidas serão tomadas para que não ocorra novas fraudes nas bombas de combustíveis.

Do repórter Jerônimo Junio