Foto: Reprodução / CBMGO
cbmgo
O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) montou uma estratégia diferente para a Operação de Carnaval deste ano. Mas na prática, o efeito não foi o desejado. A corporação trabalhava com a meta de passar o feriado sem nenhuma morte por afogamento, mas o que se viu foi o número mais do que dobrar em relação ao ano passado.

O tenente coronel do Corpo de Bombeiros, Michelsen Rodrigues de Faria, fala inicialmente da estratégia adotada na tentativa de reduzir ou zerar as mortes.

O militar destaca o crescimento no número de mortes por afogamento.

Foram sete mortes por afogamento, sendo duas em Goiânia, duas no Lago de Corumbá IV, duas em Colinas do Sul e uma em Pirenópolis. Até a manhã de quarta-feira, foram registradas ainda 10 mortes por arma de fogo e duas por acidente de trânsito.

De Gerliézer Paulo