A Ambev vai adquirir 100 toneladas de mandioca para fabricação de cerveja em Goiás. As compras serão realizadas na próxima semana. Segundo o governo, os alimentos serão adquiridos inicialmente na região de Cavalcante, no nordeste goiano, atendendo às demandas dos Kalungas e nas cidades de Flores de Goiás e Posse. O anúncio foi feito pelo governador do Ronaldo Caiado nesta terça-feira (4), após a sanção da lei que cria a Secretaria da Retomada.

Caiado destacou que a primeira compra da empresa em Goiás será de pequenos produtores e integrantes da agricultura familiar. “Vão adquirir da região mais humilde de Goiás, com o IDH mais baixo. Vamos expandir isso e fazer com que as pessoas tenham renda e recuperem sua capacidade de sobrevivência”, afirmou.

Segundo o titular da Secretaria da Retomada, César Moura, a Ambev fará a aquisição da quantidade que o produtor tiver em sua propriedade. “Se ele tiver lá só dois saquinhos de mandioca, a compra será feita. Eles vão em todos os produtores, vão fazer o ‘cata-cata’ na região, que é prioritária, de Cavalcante”, disse.

O presidente da Ambev, Jean Jerreisati, que também estava presente no evento, declarou que a empresa está ativa no enfrentamento da crise econômica que vive o Estado, por causa da pandemia do novo coronavírus. “Estamos entrando nessa crise de corpo inteiro para ajudar a comunidade brasileira a passar por ela”, afirmou.

Ainda segundo Jerreisati, a empresa também busca novidades, e entre as inovações está a inserção de novos ingredientes nas receitas, como a mandioca, jabuticaba e pequi. “A gente já descobriu a cadeia de fornecimento, e a agricultura da mandioca seria muito importante, como impacto positivo para Goiás. Estamos desenvolvendo uma fórmula nesse sentido”, finalizou o presidente da Ambev.