Os goianos podem preparar os agasalhos. Nesta semana, uma grande e intensa massa de ar polar avança sobre o continente sul americano e a expectativa é de que seja a maior onde de frio de 2020.

Aguardada no Brasil desde a última segunda-feira (17), esta grande e extensa massa de ar deve atingir Goiás nos próximos dias. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura pode chegar a 12° no final de semana em Goiânia.

A influência desta massa de ar será sentida no estados do Sul, Sudeste, Centro-Oeste e estados do norte como Rondônia, Acre, Tocantins e Sul do Amazonas.

A chefe do Inmet, Elizabeth Alves, explicou à Sagres 730 que a partir de sexta-feira (21) os goianos já sentirão diferença na temperatura. “A condição da frente fria já está atuando no Sul do Brasil e vem associada a uma massa de ar frio. Então, o que vai chegar aqui em Goiás é a influência dessa massa de ar frio, que vai declinar as temperaturas, principalmente no final de semana”.

Nesse sentido, Elizabeth explica que as temperaturas devem cair primeiro na região sudoeste do Estado. “Chegando na sexta-feira, no período da tarde, a frente fria vai entrar pela região sudoeste, declinando a temperatura pela manhã aqui em Goiânia no sábado, 22”.

Segundo ela, atualmente a capital tem registrado 33°, no período da tarde. Mas, com a chegada da massa de ar frio, a temperatura a tarde deve cair para até 27°. “Essa temperatura de 33° aqui em Goiânia, no período da tarde, vai cair para 28° e 27°. Pela manhã, que atualmente está em torno de 20° e 19°, vai cair para 12° ou 13°”, revela.

Chuvas

Embora a capital receba várias nuvens, Elizabeth revela que os goianienses não precisam se preocupar com chuvas. “Sobre a condição de chuva, pode ocorrer alguns chuviscos na região sudoeste do estado, mas para Goiânia a possibilidade é muito pequena. Vai ter o aumento de nebulosidade, o sábado será com mais nuvens, porém, as chances de chuva são muito pequenas devido essa massa de ar frio ser seca”, pontua.

Frio histórico

A última vez que o mês de agosto foi finalizado com frio foi em 2016. E, coincidentemente, essa massa de ar frio deve chegar na mesma data da última, como a chefe do Inmet relembra. “O último frio no final de agosto foi em 2016, por coincidência, quase na mesma data que vai chegar essa frente fria. Foi no dia 22 de agosto de 2016, quando a mínima em Goiânia foi de 12.8°. Então, novamente, depois de quatro anos, volta a ocorrer chegada de massa de ar frio fechando o mês de agosto”.

Dili Zago é estagiária do Sistema Sagres de Comunicação, em parceria com o Iphac e a Faculdade Araguaia, sob supervisão da jornalista Tandara Reis.