O Atlético testou, nesta semana, o novo sistema de iluminação do Estádio Antônio Accioly. Luzes possantes, instaladas em postes de 40 metros de altura. Acesas as luzes clarearam Campinas inteira e no campo nenhuma variação de luminosidade, como exige a FIFA e consequentemente a CBF.

 

Ver essa foto no Instagram

 

A segunda-feira foi de teste das novas torres de iluminação do Estádio Antônio Accioly. O presidente Adson Batista presente, conferindo tudo! 🏟️🔴⚫ #DragãoTV #SomosDoBairroDeCampinas

Uma publicação compartilhada por Atlético Clube Goianiense (@acgoficial) em

Além da nova iluminação, o Atlético também refez aquilo que ainda não atendia à adjetivação de um estádio confortável e funcional. Novos banheiros foram feitos e com padrão de banheiros apropriados para praças esportivas que atendem em pouco tempo (intervalo do jogo) grande quantidade de usuários e com piso de fácil higienização e desinfecção.

As arquibancadas estão todas cobertas, do lado externo, no cruzamento da Rua P-25 com a Avenida 24 de Outubro foi construída uma pequena praça, com bancos e canteiros de flores. O campo de jogo teve corrigido o nível da drenagem, que apresentou problemas após ser construída no ano passado. Em função disto em alguns pontos, nos dias de chuva, ocorria a retenção de água em poças. Com a correção, a drenagem passará a funcionar 100%.

Havia pontos de retenção de água no partido em volta das arquibancadas, no piso pavimentado, e isto também foi corrigido. Uma pista de piso antiderrapante foi construída circulando todo o campo de jogo, seguindo o padrão dos estádios internacionais.

A arquitetura foi toda elaborada para deixar o velho Accioly com aspecto moderno e deixou. A Casa ficou bela.

Os custos, de acordo com o vice-presidente Sebastião Santana, superaram a casa dos R$ 6,5 milhões e a reinauguração está oficializada para o Dia das Crianças, 12 de outubro, quando o Atlético enfrenta o Bragantino, pela Série A do Campeonato Brasileiro.

Desde que chegou ao Clube, ainda na condição de diretor de futebol, Adson Batista afirmava que o Atlético precisava investir na sua infraestrutura física, ultrapassada e sucateada.

Primeiro foi refeita a concentração e Centro de Treinamento, que está entre os melhores do Brasil e agora o projeto está concluído com a finalização do moderno Estádio Antônio Accioly.

Mais uma vez o Atlético deve um passo largo ao seu atual presidente e a diretoria montada por ele. Realmente clube de futebol que não tem infraestrutura física apresentável, não é respeitado no mercado do futebol. Empresários, atletas, dirigentes de outros clubes e outros profissionais de futebol recriminam e discriminam os times donos de estádios e centros de treinamentos sucateados, ultrapassados e desconfortáveis.

Com estádio e centro de treinamentos imponentes fica mais fácil conseguir bons jogadores por empréstimo junto aos grandes clubes, valoriza os jogadores do Clube no mercado do futebol, eleva a autoestima dos torcedores e valoriza o Clube como um todo.

O Atlético passa viver uma nova fase após o dia 12 de outubro de 2020. Está maior.